MANIFESTAÇÃO INCABÍVEL

Jean Wyllys

A renúncia do Deputado Federal Jean Wyllys ao terceiro mandato expõe as vísceras do governo Bolsonaro. Ao se manifestar, através de seu twitter, em regozijo a renúncia do Deputado, Bolsonaro revela condenável desrespeito com parcela do povo brasileiro, fere a democracia e abona atitudes machistas de parte do seu eleitorado. Se um Deputado Federal, portanto eleito pelo povo, no exercício do mandato se vê obrigado a deixar seu país por absoluta falta de segurança pessoal, com medo das sérias ameaças de morte e o Presidente diz algo do tipo, já vai tarde, o que esperar daqueles que têm “viés ideológico” ou opção sexual diferenciado? Bolsonaro, quando em campanha, teria dito que preferia ter um filho ladrão do que gay. Naquela oportunidade, mesmo em discurso político, não deveria ter dito isso. Afinal, ter filhos gay ou parentes e amigos, não é motivo de desonra para ninguém, mas ladrão é motivo sim, especialmente quando rouba o dinheiro público. Se as investigações em curso comprovarem as suspeitas que recaem sobre o Bolsonaro filho e for condenado e preso, o que dirá o Bolsonaro pai? Que será “um dia feliz” como tuitou?

Pensamentos em “MANIFESTAÇÃO INCABÍVEL

  1. Lamentamos os dois comportamentos. O do deputado que renunciou o mandato popular e o do presidente que afirmou “já vai tarde”.
    O Brasil é a nossa pátria e dela não abro mão. Temos que enfrentar os desafios e superá-los tornando nosso país viável para todos os brasileiros, com respeito às todas as desigualdades, as crenças, sexo e modo de vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *